Conforme postamos aqui, recentemente Justin Bieber concedeu uma entrevista exclusiva à Christina McClarty, apresentadora do programa ET. Além de contar novos detalhes sobre sua turnê, o canadense falou pela primeira vez sobre sua reação ao saber da morte de  Avalanna Routh, também conhecida conhecida como “Mrs. Bieber”. Confira o vídeo completo traduzido por nossa equipe a seguir:

Semana passada, a garotinha de apenas seis anos perdeu uma luta contra o câncer. Justin ficou devastado. Quando eu perguntei sobre a pequena menina que ficou conhecida no mundo todo como Mrs. Bieber, ele se emocionou.

Entrevistadora: Como vocês desenvolveram a relação de vocês?
JB: Bem, nós nos conhecemos por, por…

Entrevistadora: Isso está te deixando triste? Me desculpe.
JB: Tudo bem, tudo bem… (Pausa) É, a gente pode mudar de assunto?

No primeiro show de sua turnê Believe, Justin dedicou uma música para a garota e depois tuitou “Boa noite Avalanna. Hoje foi para você. Eu te amo!” E tem outra mulher importante na vida de Justin, sua mãe, Pattie.

Entrevistadora: Sua mãe continua checando para ver como você está?
JB: Com certeza. Minha mãe sempre quer saber o que está acontecendo. Ela me liga “Você está comendo frutas e vegetais?” E eu falo: “ Sim mãe, eu estou.”

Entrevistadora: Eu falei com sua mãe algumas semanas atras e quando você estava na estrada, ela sente sua falta.
PM: Para mim, ele vai me matar por falar isso… porque ele já tem 18 anos, é um homem, mas ele ainda é meu bebê.
JB: Ela fala: “Você está dormindo?” “Você precisa que eu reze por você?”

Entrevistadora: “Você escovou os dentes?
JB: É, ela é demais!

Em seu livro, Nowhere But Up, a mãe de Justin conta a vida com abusos e pressões que ela viveu.

JB: É definitivamente uma história difícil. Minha mãe passou por muita coisa enquanto crescia, então eu sempre falo “Nossa, não acredito que você foi tão forte.”

Entrevistadora: É seguro dizer que Justin salvou sua vida.
PM: De várias maneiras. Meu Deus, tanta vida e alegria ele trouxe para mim e ele me deixa muito orgulhosa.
JB: Agora, os lugares que eu posso morar, os lugares que eu posso visitar, eu sei que sou abençoado e eu sempre vou valorizar isso, porque eu sei como é viver sem tudo isso.

Publicado por Marianna Gonçalves