O produtor musical e compositor Michael Tucker, conhecido profissionalmente como BloodPop®, concedeu uma entrevista ao site Complex, na qual compartilhou como foi trabalhar com Justn Bieber no álbum Purpose, o processo de produção das músicas, e a parceria mais recente de ambos, a canção “Friends”. Confira a tradução do trecho da entrevista abaixo:

Complex: Sobre as colaborações com Bieber, então você trabalhou em “Sorry” e trabalhou em outras faixas desse álbum? Ou foi essa faixa principalmente?

BloodPop®: Sim, eu fiz “Sorry”, “I’ll Show You”, “Mark My Words”, “Children” e “Hit the Ground”.

C: Isso foi só algo no qual você trabalhou como compositor? Como vocês se juntaram?

B: Fui convidado para a primeira sessão pela Sonny, e eu trabalhei com um escritor chamado Poo Bear. “Mark My Words” foi escrita na primeira noite, e então tornou-se a primeira faixa no álbum. Uma semana depois, “Sorry” foi escrita com Julia Michaels e Justin Tranter. Algumas semanas depois, eles estavam tipo: “Isso vai ser uma delas”, e duas semanas depois disso estava lançada. Foi tão rápido. Tudo isso aconteceu dentro do período de menos de dois a três meses.

C: Agora você está colaborando em uma música com ele? Como aconteceu algo como “Friends”? Qual o processo de tomada de decisão para você não ser o produtor ou escritor, mas ser o colaborador?

B: “Friends” era uma demo que eu tinha começado com Julia e Justin – o mesmo time por trás de “Sorry”. Desde “Sorry” eles se tornaram alguns dos meus melhores amigos, eu amo eles até a morte. Justin tinha ouvido a demo de “Friends” e ele adorou, a terminou, a cortou. Então, de repente Bieber está nisso e toda a música feita.

Com o modelo da demo, eu iria apenas colocar BloodPop® como parte de uma gravação que eu estava trabalhando no ano passado, um ano e alguns meses, na qual são todas músicas com colaborações de artistas. Novamente, isso se juntou muito rapidamente. A arte com os pássaros e a minhoca nem tinha sido feita antes dele ouvir.

C: Eu também ia perguntar sobre o motivo do rosto sorridente. Eu não percebi que a minhoca estava sorrindo na primeira vez que eu vi.

B: Ela está se divertindo. Retoma os meus objetivos de positividade na música pop. São dois pássaros lutando por isso, tipo, minhoca pegajosa. E a minhoca pegajosa está apenas relaxando: “Vai ficar bem, e estou me divertindo”. E o anzol está: “Podemos ser amigos?”.

C: Quando Justin Bieber decide pegar uma música que você planeja ser sua, tem uma conversa onde alguém pergunta se pode, ou deve ser uma canção de Justin Bieber?

B: Sim, isso sempre vai acontecer. Eu acho que historicamente e até mesmo agora, todas as músicas produzidas com parcerias ou colaborações de outros artistas, o artista definitivamente perguntas se, você sabe, pode ser de apenas um artista. Eu sinto que é exatamente como funciona para toda colaboração.

C: Você só pergunta à equipe de Bieber e diz “Ei, eu quero que isso seja meu também”?

B: Bom, sim. Sem entrar nos negócios disso – todas essas coisas são excessivamente complicadas, eu fico o mais distante que posso e tento fazer parecer bom. Eu tento manter minha cabeça fora dos negócios.

C: Como é trabalhar com Justin Bieber, vocês trabalham no estúdio juntos ou ele escuta as faixas de referência e eles escolhem o que querem pular e você escuta a versão final?

B: É uma mistura, ele escreve às vezes. Às vezes ele seleciona rápido, as vezes ele vai selecionar em um mês. Muitas das coisas de Purpose, ele estava no estúdio. E depois disso, eu perdi algumas porque eu estava no Japão enquanto ele estava aqui.

C: E como ele é no estúdio?

B: Ele é direito nos negócios, e ele sabe exatamente como cantar um estilo de acordo com a vibe que a canção seja. Principalmente em Purpose, é estranho porque você escuta a demo ou algo, e depois ele canta isso e você fica tipo “uau, isso é um hit”. Ele realmente sabe cantar muito.

C: Eu ouvi que Bieber gosta bastante de rap, e ouvi algumas canções onde ele está cantando rap. Isso é algo que você já ouviu dele enquanto trabalhavam juntos?

B: Teve uma noite onde eu acho que ele cantou rap, tipo, 100 sentenças que rimam ao longo de uma batida. Apenas totalmente no estilo livre. Foi ótimo, foi uma boa noite. A batida acabou nunca sendo usada, mas esta em algum lugar. Acho que é uma música de uns 20 minutos.

C: Então você não está trabalhando em um projeto com Justin Bieber, isto é apenas parte de um álbum colaborativo que você está trabalhando com outros artistas?

B: Correto.

Imagem Destacada: (Reprodução/YouTube)

Tweet about this on TwitterShare on Facebook209